Skip to content

Qual é melhor: Cartão de Crédito vs Empréstimo Pessoal

 
 

“Normalmente as pessoas possuem crédito para usufruírem com  financiamento de dinheiro, mas é preciso sempre comparar os prós e contras para saber quem é o melhor: cartão de crédito ou empréstimo pessoal?”

 
 

Que pergunta: Cartão de crédito ou Empréstimo pessoal? Essa escolha depende do que você compra e quando planeja devolver o dinheiro, isso deve sempre estar bem claro na sua cabeça.

Crédito vs empréstimo pessoal

Quando você precisar pedir dinheiro emprestado, você deve considerar diferentes opções de financiamento. Tanto se você estiver com o nome limpo, quanto para você que esta com restrição no nome.

Cartão de Crédito vs Empréstimo Pessoal

Se você não tem certeza de quando “usar seu cartão de crédito”, “fazer empréstimo com cartão” ou “solicitar um empréstimo pessoal“, o ideal é obter toda informação que você precisa saber para poder tomar suas decisões financeiras de forma inteligente antes da partir para sua próxima compra.

 
 

Dê uma olhada nos números abaixo:

Média das Taxas de Juros
 Cartão de crédito 11,99% a 23,99%
 Empréstimo pessoal 1,99% a 35,99%
Limite de Empréstimos
 Cartão de crédito Até R$ 50.000* ou +
 Empréstimo pessoal Até R$ 100.000* ou +

*Os valores de limites de crédito para empréstimo variam dependendo do perfil do cliente e do tipo de empréstimo.

Quando devo usar um cartão de crédito?

— Cartão de crédito serve muito bem para despesas menores, mensais, que podem ser pagas antes do próximo período de faturamento mensal.

Fazer uma compra com cartão de crédito faz sentido quando você planeja pagar o valor antes da data de vencimento do próximo pagamento da fatura.

Em comparação com outras opções de empréstimos pessoais, os cartões de crédito se destacam como uma das formas mais caras para financiamento de dinheiro e compras. Eles tendem a cobrar altas taxas de juros mensais na casa dos 2 dígitos. Se você não pagar suas faturas em dia, a quantia que você deve se acumulará facilmente.

Cartões de crédito geralmente têm um período de pagamento mensal. A cada mês, a operadora de cartão de crédito exigirá apenas que os clientes façam um pagamento mensal mínimo, geralmente em torno de 30% do saldo devedor do cartão. No entanto, mesmo que você pague o valor mínimo, o saldo restante ainda acumulará multas, encargos e juros.

 
 

Se você tiver dívidas remanescentes no final do mês, o cartão cobrará uma taxa de juros adicional. Os cartões de crédito calculam os juros com base no saldo médio diário, não no saldo final. Para evitar o acúmulo de juros, você vai querer pagar o saldo total antes do término do período de faturamento mensal.

Nesse caso, você deve usar um cartão de crédito para compras de curto prazo, se parcelar alguma dívida, cuide para pagar a fatura dentro do prazo de vencimento.

Use um cartão de crédito somente quando puder pagar o valor antes do próximo período de pagamento. Desta forma, você não vai acabar pagando mais e mais taxas e juros.

Leia também:

Como os cartões têm taxas de juros altas, eles fazem sentido somente para compras menores em que os usuários podem pagar com facilidade e não precisarão rotacionar o crédito.

Quando devo usar um empréstimo pessoal?

— Empréstimo pessoal é melhor para financiamento de médio e longo prazo para compras e despesas individuais.

 
 

Quando você entender que não vai conseguir pagar suas despesas dentro de um mês, então você pode querer considerar a tomada de um empréstimo pessoal em vez de usar um cartão de crédito.

Empréstimos pessoais, muitas vezes têm taxas de juros mais baixas do que cartões de crédito, especialmente se você tiver um bom crédito. No empréstimo consignado por exemplo, as taxas começam em 1.89% ao mês, contudo, no empréstimo sem consulta, os juros podem chegar a 25% ao mês.

As taxas de juros mensais do cartão de crédito podem variar dependendo do saldo médio diário. Com empréstimos pessoais, os tomadores garantem uma certa quantia de dinheiro em uma parcela para pagamentos fixos em um período pré-estabelecido.

No empréstimo com pagamentos fixos estão incluídos na parcela o valor principal emprestado mais os juros. Você também pode ter que pagar taxas adicionais como IOF, seguros etc., dependendo da modalidade do empréstimo.

Empréstimos pessoais podem liberar grandes quantias de dinheiro, até mais do que R$ 100.000. Você pode usar o dinheiro de um empréstimo pessoal para várias finalidades, seja para liquidar dívidas, fazer reformas e melhorias no imóvel, financiar um casamento, pagar dívidas de cartão de crédito ou pagar por procedimentos estéticos ou médicos.

Cartões de Crédito vs. Empréstimos Pessoais

Devido às altas taxas de juros mensais, os cartões de crédito fazem sentido para compras menores quando você pode pagar o valor dentro do período de pagamento mensal (no vencimento da fatura).

Se você não puder pagar a dívida dentro de um mês e tiver crédito bom, um empréstimo pessoal oferece uma opção de financiamento melhor para garantir fundos de até R$ 100.000 com pagamento a médio e longo prazo com taxas de juros mensais mais baixas.

Se você esta com restrição no CPF por causa de inadimplência e por isso seu nome foi parar no Serasa/SPC/SCPC, isso também não é problema, a solução pode ser encontrada no crédito pessoal consignado ou no empréstimo com restrição online.

Mais assuntos do seu interesse

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *