Skip to content

Como empréstimo entre amigos e familiares pode dar certo

 
 

Empréstimos entre amigos e familiares continuam sendo uma das maiores fontes de capital para pessoas e também para pequenas empresas. Continue lendo para saber como funciona e quais são algumas das alternativas.”

 
 

Quem não sonha em abrir um próprio negócio e ser patrão de si mesmo hoje em dia? O fato é que as pessoas tem muitas ideias na cabeça porém, muitas vezes, não possuem o dinheiro suficiente para realizá-las.

empréstimo entre amigos e familiares
Aprenda como empréstimo entre amigos e familiares pode dar certo para negócios

Algumas pessoas não conseguem obter um empréstimo no banco ou financeira por conta do nome sujo ou por ter um histórico e pontuação de crédito ruim. E então, o que fazer nestes casos? O empréstimo entre amigos e familiares pode ser uma ótima oportunidade para que você saia do vermelho e consiga abrir o seu próprio negócio.

Pensando em pedir empréstimo entre amigos ou para familiar?

Empréstimos pessoal ou empréstimo para negócios feito com amigos, parentes e familiares continua sendo um dos melhores lugares e o mais provável ​para ​que o dinheiro necessário para realizar um pequeno projeto pessoal, iniciar um empresa encontre sucesso ao procurar capital e recursos financeiros.

Leia também esses assuntos relacionados:

Isso vale tanto para pessoas comuns quanto para quem possui empresas estabelecidas e também para novos negócios que estão iniciando do zero.

No entanto, pedir emprestado de um amigo/colega de faculdade próspero, de um tio rico ou do próprio pai pode sair como um tiro pela culatra se você não for cuidadoso e responsável com suas ações.

Embora sua família, parentes e seus amigos sejam, com frequência, alguns dos seus maiores apoiadores, nesse caso, procure sempre adotar uma abordagem mais formal ao contratar empréstimos entre amigos e familiares.

Segue as dicas de como proceder para não virar um empréstimo problemático:

1. Dívida pessoal ou Equidade? Há mais de uma maneira de estruturar uma transação de empréstimo. Sabia que um empréstimo pessoal não é o único caminho para conseguir dinheiro. Você também pode decidir tratar o capital arrecadado da família ou dos amigos como um investimento de capital.

Isso significa que seu familiar ou amigo estará investindo em sua empresa ou negócio da mesma maneira que um “investidor anjo” ou um “capitalista de risco”.

Enquanto você não faz os pagamentos regulares do empréstimo feito com se fossem um investidor, em troca do capital, eles recebem uma porcentagem dos ganhos de capital e uma parte do lucro quando isso acontecer – talvez – e uma vez que o negócio se torne mais lucrativo, ou quando o negócio seja vendido ou receba mais dinheiro em outro evento para liquidez.

2. Trate-o como faria com qualquer outra transação financeira: Se você decidir estruturá-lo como um empréstimo real, planeje fazer pagamentos regulares e oportunos sempre no prazo e dia combinados – mesmo que seu amigo ou membro da família inicialmente sugira que você não precisa fazer reembolsos (o que provavelmente acontecerá).

Fazer pagamentos regulares desde o início permite que eles saibam que você aprecia a ajuda deles e não pretende deixar de paga-los ou perder suas amizades.

3. Peça o que você precisa, não mais que isso: Estou convencido de que a pior resposta para “quanto você precisa?” É “quanto posso obter?”, e não o saber exatamente. Isso é particularmente verdadeiro quando se fala com pessoas da família.

Esteja preparado para explicar quanto dinheiro realmente você precisa, porque que você precisa do dinheiro e como poderá devolver o valor que eles agregarão ao seu negócio.

4. Coloque por escrito, no contrato: Capture quaisquer termos acordados feitos de boca no papel, de preferência em um documento formal que explique quanto você está pedindo, quais são as condições de pagamento e qualquer juros (quando aplicável).

Uma pesquisa na Internet pode ajudá-lo a identificar um contrato com termos apropriados ou um consultor financeiro ou advogado que possa ajudá-lo a formatar um documento para registro no cartório com um acordo para essa sua situação específica.

5. Mantenha os termos e prazos: Embora isso possa parecer óbvio, se você se comprometer a efetuar um pagamento no primeiro dia de cada mês, efetue o pagamento na data combinada.

Trate seu familiar ou amigo da mesma maneira que faria com qualquer outro credor, banco, financeira ou empresa de crédito ou empréstimo pessoal online. Se o seu pai sugerir que você adie a realização de pagamentos “até começar a ganhar dinheiro”, defina como isso deve acontecer.

6. Esteja preparado para receber conselhos junto com o empréstimo: Não se surpreenda se o seu pai, ou tio, quiser lhe dar conselhos sobre seus negócios – é o dinheiro deles que está em jogo agora também, afinal de contas.

7. Seja aberto a questionamentos e opiniões: Certifique-se de manter todas as linhas de comunicação abertas e estabelecer um relacionamento comercial honesto com o seu credor, seja ele amigo, parente ou familiar direto como um pai ou irmãos. Não se surpreenda se eles se perguntarem por que você não fez o último pagamento do empréstimo, quando você for na próxima festa familiar em seu carro novo.

Não seja casual com a transação. Um troca de interesses informal pode parecer mais natural para todos, mas pode levar a resultados negativos caso surjam dúvidas ou problemas no futuro dos negócios ou por má administração mesmo.

Empréstimo pessoal online como alternativa aos amigos ou familiares

Se você tem um negócio saudável com um histórico de pelo menos um ano, tem receita anual de R$ 100.000 e o fluxo de caixa para suportar alguns pagamentos periódicos, você pode se qualificar para um empréstimo para pequenas empresas em diversos credores online.

Em geral, se procurar bem, você pode encontrar as melhores empresas de empréstimos e financiadores de negócios que podem dar uma resposta para o seu pedido de empréstimo rapidamente (geralmente dentro de uma hora) e liberação dos fundos na sua conta dentro de 24 a 48 horas, quando aprovado.

Empréstimos entre amigos, parentes e familiares às vezes são chamados de empréstimos sem volta, por uma razão.

Muitos donos de empresas e pequenos empresários tomam emprestado de membros da família ou de amigos com toda a boa intenção de fazer os pagamentos, mas essas obrigações geralmente não são reservadas em primeiro plano, além de tratar o empréstimo com um transação sem obrigações de negócios “reais”.

Empréstimo entre amigos ou com a família na verdade acrescenta um nível de complexidade ao financiamento de dinheiro para um empresa ou negócios que não existe com outros empréstimos pessoais ou empréstimos comerciais feitos em instituições de crédito.

Trate esse tipo de empréstimo pessoal (como investimento) e como obrigações financeiras reais, porque certamente qualquer tipo de empréstimo é, não importa onde você o consegui.

Artigo Atualizado
Esse artigo foi "Revisado" e "Atualizado" ([lmt-post-modified-info]) para inclusão de novas informações e pequenos ajustes no texto. Essas atualizações são publicadas como nova versão do artigo e geralmente seguindo o feedback dos usuários esporádicos ou leitores assíduos.

Mais assuntos do seu interesse

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *