Skip to content

Análise de crédito – O que é qual sua finalidade?

“Entenda porque é importante e qual a real finalidade da análise de crédito feita por bancos e instituições financeiras, antes de liberar o empréstimo, financiamento ou outras operações de crédito.”

 
 

Solicitar um empréstimo ou financiamento de algum bem para uma empresa de crédito é uma prática muito comum entre aquelas pessoas que estão em busca de algum objetivo a longo prazo que demanda o investimento de um valor que não tem disponível.

Mas como será que funciona esse processo de solicitação até o momento de liberação do valor?

Análise de crédito - O que é qual sua finalidade

Sabemos que o mercado financeiro brasileiro envolve muitas questões burocráticas quando o assunto é emprestar dinheiro uma série de análises precisam ser feitas para avaliar corretamente a capacidade de pagamento dos solicitantes e o risco de dívida que os cedentes podem correr.

 
 

Por isso, neste post vamos te explicar o que é, para que serve e como é feita a análise de crédito dentro das instituições financeiras que oferecem linhas de crédito para pessoas físicas e jurídicas. Continue sua leitura e entenda mais!

Leia também:
Encontrar empréstimo perto de mim agora
Empréstimo pessoal Banco Agibank
Melhores empréstimos com restrição
Crédito pessoal do Banco Inter

Para que serve a análise de crédito?

A análise de crédito tem o objetivo de examinar os riscos que as instituições financeiras e redes bancárias de modo geral tem em conceder crédito para alguém pessoa física ou jurídica. Durante essa análise, diversos aspectos em relação ao comportamento do requerente serão avaliadas.

Ademais, os objetivos principais desta análise se resumem na minimização dos impactos negativos que possíveis inadimplências pode provocar em toda cadeia econômica de um país, conforme determinado pelo Banco Central do Brasil (link), órgão responsável por tornar essa atividade uma operação vantajosa para ambas as partes.

Como é feita uma análise de crédito?

As instituições financeiras que realizam uma análise de crédito para liberar ou não algum valor de financiamento, utilizam um método de análise muito específico.

De modo geral, esse processo é composto por algumas fases fundamentais. A seguir, detalharemos cada uma delas. Confira:


Solicitação de Dados Cadastrais para análise

 
 

A primeira etapa para avaliação de concessão de crédito passa pela verificação de todos os dados cadastrais do requerente.

Dados como: nome completo, número de RG e CPF, data e local de nascimento, nome dos pais, forma de contato seja por e-mail, telefone e endereço e ainda informações profissionais como profissão, renda e empregador são solicitados nesta etapa.

Outras informações podem ser solicitadas caso seja necessário e de acordo com o critério adotado por cada instituição, no entanto, de modo geral, os dados adicionais são: informações pessoais do cônjuge (caso o requerente seja casado), referências pessoais e profissionais, entre outras.

Análise de crédito com restrições no nome e CPF

Na segunda etapa de avaliações o candidato a um empréstimo será avaliado no que diz respeito a movimentação de seu CPF enquanto consumidor. Ou seja, será apurado se existem pendências financeiras ou até mesmo se há algum apontamento negativo em órgãos de proteção ao crédito como SPC e SERASA.

Análise do perfil de crédito em bancos e financeiras

Nessa fase a análise se detém a verificar o seu perfil como consumidor para avaliar a sua capacidade de pagamento considerando a pontuação do seu Score de crédito — que é uma fórmula encontrada para qualificar o consumidor em função dos seus hábitos de pagamentos.

Análise do comprometimento de renda em pedido de empréstimo

Por fim, após passar por todas as etapas sem apresentar nenhum problema, a sua análise de crédito será determinada pela sua capacidade de pagamento, ou seja, nesse quesito a sua renda será medida em função das parcelas do financiamento, afinal, a instituição precisa ter certeza de que você poderá pagar pelo recurso solicitado.

 
 

As instituições financeiras utilizam uma base de até 30% do salário do requerente para determinar os valores de cada parcela. Embora essa métrica seja variável de instituição para instituição, a grosso modo os valores estão condicionados entre 20 e 30% de todas as rendas.

Como evitar ser reprovado na análise do crédito

Portanto, nos dias de hoje muitas regras, normas e procedimentos devem ser seguidas para evitar problemas com a inadimplência dos consumidores brasileiros. Dessa forma, com o passar do tempo a análise de crédito têm um peso muito grande na visão das empresas que buscam a todo momento proteger os seus interesses.

O que achou deste texto? Conseguimos esclarecer algumas de suas dúvidas? Em caso afirmativo, compartilhe conosco a sua opinião e ideias sobre esse assunto!