Skip to content

6 etapas para prevenir quedas em pessoas idosas

 
 

“Você sabia que um em cada quatro brasileiros mais velhos cai a cada ano? As quedas são a principal causa de lesões fatais e não fatais para pessoas com mais de 65 anos. Veja aqui como ajudar a prevenir quedas em idosos.”

 
 

— As quedas são perigosas para idosos, elas podem resultar em fraturas de quadril, ossos quebrados e ferimentos na cabeça. E mesmo quedas sem ferimentos graves podem causar medo ou depressão a um idoso, dificultando sua saúde, locomoção e até o entendimento das coisas.

Como prevenir quedas?

quedas em pessoas idosas

Se você tem um pai, avô ou vizinho idoso em sua vida, ajudá-los a reduzir o risco de cair é uma ótima maneira de ajudá-los a permanecer saudáveis ​​e independentes o maior tempo possível.

A boa notícia sobre as quedas é que a maioria delas pode ser evitada. A chave é saber para onde olhar e como prevenir quedas aprendendo o básico.

 
 

Aqui estão alguns fatores comuns que podem levar a uma queda:

  • Equilíbrio e marcha: À medida que envelhecemos, a maioria de nós perde alguma coordenação, flexibilidade e equilíbrio – principalmente por inatividade, facilitando a queda.
  • Visão: no olho envelhecido, menos luz atinge a retina – tornando as bordas contrastantes, os riscos de tropeçar e os obstáculos mais difíceis de ver.
  • Medicamentos: Algumas prescrições e medicamentos de venda livre podem causar tonturas, desidratação ou interações entre si, o que pode levar a uma queda.
  • Ambiente: A maioria dos idosos vive em suas casas há muito tempo e nunca pensou em modificações simples que possam mantê-lo mais seguro à medida que envelhecem.
  • Condições crônicas: Mais de 80% dos adultos mais velhos têm pelo menos uma condição crônica, como diabetes, acidente vascular cerebral ou artrite. Frequentemente, aumentam o risco de queda porque resultam em perda de função, inatividade, depressão, dor ou vários medicamentos.

6 etapas para reduzir quedas em idosos

Aqui estão seis etapas fáceis que você pode seguir hoje para ajudar seu ente querido a reduzir o risco de queda:

1. Conte com o apoio deles para tomar medidas simples para se manter seguro

Pergunte ao seu ente querido mais velho se ele está preocupado em cair. Muitos idosos reconhecem que cair é um risco, mas acreditam que isso não lhes acontecerá ou que não serão machucados – mesmo que já tenham caído no passado.

Se estiver preocupado com quedas, tonturas ou equilíbrio, sugira que conversem com seu médico, que pode avaliar seu risco e sugerir programas ou serviços que possam ajudar.

2. Discuta sobre suas condições de saúde atuais

Descubra se seu ente querido mais velho está tendo problemas com o gerenciamento de sua própria saúde. Eles estão tendo problemas para se lembrar de tomar seus medicamentos – ou estão tendo efeitos colaterais? Está ficando mais difícil para eles fazer coisas que costumavam fazer com facilidade?

Verifique também se eles estão aproveitando todos os benefícios preventivos agora oferecidos pelo seu plano de saúde, como fazer um check-up anual. Incentive-os a falar abertamente com seu médico sobre todas as suas preocupações.

3. Pergunte sobre o último exame oftalmológico

 
 

Se o seu ente querido mais velho usa óculos, verifique se ele tem uma receita atual e se está usando os óculos conforme recomendado pelo oftalmologista, isso também ajuda prevenir quedas.

Lembre-se de que o uso de lentes que mudam de tonalidade pode ser perigoso ao passar do sol para prédios e residências escuros. Uma estratégia simples é trocar os óculos ao entrar ou parar até que suas lentes se ajustem.

Os bifocais também podem ser problemáticos nas escadas, por isso é importante ter cuidado. Para aqueles que já lutam com baixa visão, consulte um especialista em baixa visão para obter maneiras de aproveitar ao máximo sua visão.

4. Observe se eles estão segurando paredes, móveis ou em outras pessoas

Observar se eles estão segurando nas paredes, se apoiando em móveis, nas pessoa por perto ao caminhar, se parecem ter dificuldade para caminhar ou se levantar de uma cadeira, pode ser indícios de problemas.

Todos esses são sinais de que talvez seja hora de procurar um fisioterapeuta.

Um fisioterapeuta treinado pode ajudar seu ente querido a melhorar seu equilíbrio, força e marcha através do exercício. Eles também podem sugerir uma bengala ou andador – e fornecer orientações sobre como usar esses auxílios.

 
 

Certifique-se de seguir os conselhos deles. As ajudas mal ajustadas, na verdade, podem aumentar o risco de queda.

quedas em pessoas idosas

5. Fale sobre seus remédios e medicamentos

Se o seu ente querido mais velho tiver dificuldade em controlar os medicamentos ou apresentar efeitos colaterais, incentive-os a discutir suas preocupações com o médico e o farmacêutico. Sugira que os medicamentos sejam revistos sempre que receberem uma nova receita.

Minha mãe tinha uma planilha elaborada para acompanhar seus medicamentos e horários. A adição de um dispensador de medicamentos cronometrado que minha irmã recarregava a cada mês promoveu sua paz de espírito e nos permitiu garantir sua adesão ao regime prescrito.

Além disso, cuidado com os medicamentos sem receita médica que contêm auxiliares do sono – incluindo analgésicos com “MP” em seus nomes. Isso pode levar a problemas de equilíbrio e tontura. Se seu ente querido mais velho estiver com problemas para dormir, incentive-o a conversar com seu médico ou farmacêutico sobre alternativas mais seguras.

6. Faça uma avaliação detalhada da segurança de sua casa

Existem muitas maneiras simples e baratas de tornar a casa mais segura. Para assistência profissional, consulte um Terapeuta Ocupacional. aqui estão alguns exemplos:

  • Iluminação: aumente a iluminação em toda a casa, especialmente na parte superior e inferior da escada. Certifique-se de que a iluminação esteja prontamente disponível ao acordar no meio da noite.
  • Escadas: verifique se há dois trilhos seguros em todas as escadas.
  • Banheiros: Instale barras de apoio na banheira / chuveiro e próximo ao vaso sanitário. Verifique se eles estão instalados onde seu ente querido mais velho realmente os usaria. Para uma segurança ainda maior, considere usar uma cadeira de banho e chuveiro de mão.

7. Plano de saúde para Idosos

Proteger os idosos e queridos a prevenir quedas faz todo sentido para mantê-los favorecidos em casos de problemas como os relatados nesse artigo.

Hoje, os avanços na tecnologia médica e nas soluções farmacêuticas, as pessoas estão vivendo mais do que nunca. Atualmente, existem cerca de 600 milhões de idosos no mundo, e no Brasil centenas de milhares e esse número continuará a crescer.

O Prenvet Senior é um dos acessos a serviços de saúde de qualidade que ajuda a promover a longevidade, principalmente à medida que as pessoas envelhecem.

Para pessoas acima dos 40 anos há realmente a necessidade de um seguro de saúde que tenha uma cobertura especializada e uma rede de hospitais eficaz como a Sancta Marggiore que pertence a Prevent Senior.

Ao comprar um seguro de saúde, os idosos têm várias opções; mas encontrar a cobertura certa pode ser complicado.

8. Tornar a casa e o ambiente mais seguro

Para obter mais idéias sobre como tornar a casa mais segura e ajusta-la para prevenir quedas, existem diversos manuais online que oferecem uma lista de verificação para avaliação em vários idiomas.

Ha também Associação de Idosos que promovem uma variedade de programas baseados em sua comunidade, que podem ajudar os idosos a aprender como reduzir o risco de queda.

Mais assuntos do seu interesse

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *